BIOGRAFIA DOS UFÓLOGOS BRASILEIROS

Sunday, April 09, 2006

GUSTAVO DOURADO
Texto Mario Rangel

Nasceu em Ibititá, Chapada Diamantina, Bahia e reside há mais de 30 anos em Brasília onde é professor. Seu pseudônimo artistico é Armagedom. Prestou enorme e inédita homenagem aos ufólogos ao compor o Grande Cordel da Ufologia Brasileira - De Anchieta ao ET de Varginha, disponível na Internet e que pode ser baixado gratuitamente para impressão em 56 páginas A-4 (http://www.gustavodourado.com.br, http://www.viafanzine.yan.com.br etc.). Pertence a uma família de intelectuais. Em abril de 2005 projetou fotos de ufólogos e declamou durante mais de uma hora o Grande Cordel, com mais de 250 estrofes de seis linhas (sextilhas), homenageando cerca de 500 pessoas ligadas à ufologia, durante o I Congresso Brasileiro de Ufologia e Espiritualidade em Itauna/MG tendo sido muito aplaudido pelo enorme público. Grande parte dos biografados neste blog são mencionados nos versos. O Grande Cordel foi oferecido ao general Alfredo Moacyr Uchoa, Irene Granchi e todos os ufólogos, hipnólogos, jornalistas e pesquisadores.

GUILHERME WILLY WIRTZ (In memoriam)

Professor de línguas e História Natural, nasceu na suíça. Pesquisou o Caso Prestes, ocorrido na cidade de Araçariguama. Foi secretário geral da ABECE - Associação Brasileira de Estudo das Civilizações Extraterrestres. Foi um dos pesquisadores do Caso Prestes (João Prestes Filho) ocorrido em 5 de março de 1946, na localidade de Araçariguama. Convém salientar que este caso foi pesquisado 30 anos após o ocorrido, pela APEX (Associação de Pesquisas Exológicas, por Max Berezovsky, Willy Wirtz e João Evangelista Ferraz. Guilherme Wirtz considera que o termo Disco Voador não é o mais indicado para caracterizar o s OVNI, já que nem todos ele têm forma achatada. Ele diz que a forma mais comum é a ovóide, a esferóide e a “tipo Saturno”, com um anel luminoso ao seu redor. O charuto é raro e, geralmente , não é luminoso.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home