BIOGRAFIA DOS UFÓLOGOS BRASILEIROS

Saturday, February 28, 2009


IRENE MAZLOUM GRANCHI (In memoriam)

Nasceu na Alemanha em 26 de novembro de 1913. Teve formação inglesa, estudou e morou em Milão e logo depois de casar-se com Marco Granchi, veio para o Brasil. Naturalizada brasileira, ufóloga de prestígio internacional, foi presidente-fundadora do C.I.S.N.E, com sede no Rio de Janeiro. Estava no quintal de sua casa quando viu um ovni na cidade de Vassouras-Rio de Janeiro, com a forma de uma “tampa de panela”. Este fato despertou o interesse de Irene pela ufologia. Teve outro avistamento quando visitava um amigo, no bairro do Leblon. Retornava para sua casa, esperando um ônibus por volta das 21:15h no dia 17 de agosto de 1968. Poliglota e professora de inglês, escreveu diversos artigos e relata alguns avistamentos de UFOS que ela verificou pessoalmente e que considera importantes. Foi redatora-chefe da revista UFO-OVNI Documento. É autora do livro UFOS e abduções no Brasil. Faleceu
em 12 de dezembro de 2010, no Rio de Janeiro, aos 97 anos.

4 Comments:

  • At 8:27 PM, Blogger Constanca T. said…

    Muito obrigada por seu Blog comentando sobre minha mãe.Sei que ela ficaria muito contente apesar que eu mesma acho a estória dos seres extra terrenos muito esquisita e talvez exagerada.O rapaz fumava maconha com certeza e provavelmente dentro do carro.Pode ter afetado a percepção, inclusive sobre o tempo de viagem.
    De qualquer forma..obrigada pelo carinho com ela!

     
  • At 8:41 PM, Blogger Constanca T. said…

    Olá Mario
    Obrigada por seu carinho em escrever um Blog falando sobre minha mãe. Sei que ela ficaria muito contente!
    Vou aproveitar suas informações para estudar mais o caso da abdução porque nunca acreditei muito nessa estória.O rapaz que dirigia o carro fumava muita maconha na época...e brincávamos com ela. Provavelmente estava "afetada" com aquela fumaça toda...ela ria mas afirmava que era verdade e que tinha sido horrivel. Parece que colocaram uma agulha na barriga dela..algo assim..Não me lembro bem porque na época fiz questão de não querer saber muito..Era extranho, e essas coisas não acontecem com parentes próximos imagine com a mãe??? Jô Soares fez uma entrevista na época..foi um escandalo.
    Percebi que voce diz ter cópia do atestado de Obito...seria possivel me enviar por e-mail uma cópia? Eu não tenho e nem sei aonde posso arranjar...quer dizer meu irmão tem mas não acho ele nunca.
    Eu te agradeceria demais..nem as fotos consegui.
    Abraços e obrigada
    Constança T.

     
  • At 8:42 PM, Blogger Constanca T. said…

    olhandoestrelas@yahoo.com.br

     
  • At 8:55 AM, Blogger Os Dalai-Lamas do Sucesso said…

    Eu tenho um revista "ANO ZERO" de que tem uma entrevista com ela!

     

Post a Comment

<< Home